Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 17 de outubro de 2018.
14/05/2018
Notícias
Ex-jogador da Seleção Brasileira, Mengálvio, comenta sobre expectativas para a Copa 2018
Ele diz confiar nas escolhas de Tite e acreditar no potencial da nossa Seleção
 
Em ano de Copa do Mundo, a expectativa do brasileiro para o desempenho da Seleção já é grande. As discussões em torno dos escolhidos e de todo o universo que envolve a competição,atrai amigos e famílias inteiras.

Mediante a essa expectativa crescente, nada melhor do que ouvir“a voz da experiência”, o ex-jogador Mengálvio, que participou da Copa de 62. Ele comentou essa ansiedade em torno da Copa. “A expectativa é grande porque a Seleção é bem comandada pelo Tite, ele está fazendo um trabalho muito bom. Mas, não vai ser fácil porque tem outras equipes competitivas. Porém, temos que acreditar.”

Sobre a possível escalação do time, ele declara: “Tite têm jogadores com muito talento. Ele sabe o que fazer. Fica difícil para quem está de fora, escalar”.

Aliás, de boa escalação Mengálvio entende. Quando jogou no Santos, fez parte do chamado “ataque dos sonhos” composto também por Dorval, Coutinho, Pepe e Pelé. Na Copa de 62, no Chile, ele foi reserva do craque Didi e teve como companheiros Garrincha, Zagallo, Vavá, Pelé, Amarildo, Pepe, entre outros.

Para ele, o maior sonho de todo jogador é estar na Seleção. “Se ele não passar por isso, não se sente um jogador completo. E aqui no Brasil não é diferente, a maioria dos jogadores quer chegar naquele momento de vestir a camisa da seleção.”

O ex-jogador também fala que também é necessário ter união no grupo, além de capacidade técnica. “É um fator primordial, tem que ter harmonia e compreensão, assim se torna um ambiente sadio. É muito importante ter isso desde a diretoria até os jogadores. Aumentam as possibilidades de ter sucesso.”

Ele também comentou sobre as diferenças do futebol da época em que jogava eagora. “Hoje o que predomina é o preparo físico dos jogadores, mas infelizmente, a parte técnica do futebol brasileiro diminuiu muito. Me perguntam se eu jogasse atualmente, se seria tão bom quanto antes e acho até que teria mais preparação do que os jogadores tem hoje”.

Sobre Mengálvio – A trajetória no futebol começou no Barriga Verde, clube de Santa Catarina, onde foi revelado e se destacou no meio-campo. Em 1957, o atleta foi para o Aimoré (RS), onde permaneceu por dois anos até acertar com o Santos, em 1960. 

Sua desenvoltura no clube paulista, chamou a atenção do então treinador da Seleção Canarinho, Aymoré Moreira, que convocou ele para fazer parte do grupo campeão da Copa do Mundo de 1962, no Chile.

Além de ser campeão mundial, Mengálvio acumula outros triunfos. Pelo Santos, o atleta foi pentacampeão da Taça Brasil, de 1961 até 1965. Também foi campeão da Recopa Internacional, bicampeão da Libertadores (1962 e 1963) e bicampeão Mundial (1962 e 1963). O meio-campista também atuou pelo Grêmio e pelo Millonarios, da Colômbia, onde encerrou sua carreira.
 
 
 
 



Atalhos da página

Prefeitura de Sâo Vicente

Quem curte

Prefeitura de Sâo Vicente

Siga no Instagram

Prefeitura de Sâo Vicente

Siga no Twitter



Prefeitura 

ACESSO RÁPIDO



Todos os Direitos reservados - Secretaria de Imprensa e Comunicação Social de São Vicente | Acesse Webmail | Troca de senha Webmail
Rede Corporativa e-Solution Backsite