Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 22 de janeiro de 2019.
10/01/2019
Notícias
Parque Ecológico Voturuá oferece picolés de frutas para os animais nos dias mais quentes
Todos os bichos que vivem no Parque recebem picolés de uma a duas vezes por semana
 
“Muito legal! Tem muitos bichinhos aqui que não podemos ter em casa”, comentou o estudante Raphael Victor Sabino, de 7 anos, pela segunda vez visitando o Parque Ecológico Voturuá de São Vicente (Rua Dona Anita Costa, s/nº - Vila Voturuá) na manhã desta quarta-feira (09).

Durante a visita, Raphael ficou surpreso ao ver que as aves recebem picolés de frutas. “Não sabia disso. É muito importante esse tipo de passeio”.
Compartilhando da mesma opinião, o também estudante Ruan Melo, 9 anos, disse que adorou o passeio. “A gente sai um pouco. Não fica em casa e descobre essas coisas interessantes, como uma ave tomar sorvete”.

Picolé - Para refrescar os dias bem quentes que tem feito nesses dias de verão, a equipe do Parque prepara com muito carinho e com os ingredientes que os animais gostam. A bióloga do local, Carla Cerqueira, explica que os únicos bichinhos que não ganham picolés são a coruja e o carcará, que não apreciam muito o produto.

No entanto, os demais habitantes do Zoo se refrescam com os picolés de frutas, que vão para as aves, jabutis. Já, os leões recebem picolé de sangue e o hipopótamo, conhecido como Ramón, tem o maior picolé, com frutas e verduras.

“A gente oferece para os animais em dias bem quentes. Varia de um a dois dias na semana”, comenta a bióloga.
Carla explica que os leões e o hipopótamo, originários do clima quente da África, não sofrem no calor, mas mesmo assim recebem os picolés, como um agrado.

Quem nunca tinha experimentado o picolé de frutas foi a iguana, que se mostrou bem receptiva e satisfeita ao receber do tratador a guloseima.

O público pode conferir a alimentação dos animais, que ocorre de terça a sexta-feira. Os jabutis e iguanas recebem alimentação às 10h30, o hipopótamo às 11h, as aves ao meio-dia, o carcará às 13h, os saguis às 13h30, os macacos às 14h30 e a coruja e carcará, às 16h.

Parque - Em uma área com 825 mil metros quadrados de área verde, o Parque Ecológico conta com visitação de terça a domingo, das 9 às 17h. Os visitantes podem apreciar o zoológico, com leões, hipopótamo, saguis, macacos-prego, aves, jabutis, entre outros.

Os visitantes também podem usufruir de uma área verde, onde podem fazer piqueniques.

No espaço, também há o primeiro Museu do Escravo do Litoral Paulista, com acervo permanente de seu idealizador, o falecido artesão Geraldo Albertini. Lá, obras do artista e de seus discípulos Irineu Beck e Ademir dos Santos recontam a história dos povos escravizados no Brasil, desde o início da colonização até a Lei Áurea. Criada em 13 de maio de 1976, a casa fica no

Parque Ecológico Voturuá e remete à arquitetura dos lares mineiros do Brasil Colônia, com paredes forjadas à taipa e imagens em relevo da história do negro no País, todas pelas mãos de Albertini. As visitas podem ser feitas de terça-feira a domingo, das 10 às 17h.

O ingresso custa R$ 2,00. Crianças até 5 anos, idosos a partir de 60 anos e pessoas com deficiência são isentas. Crianças de 6 a 11 anos pagam meia-entrada.
 
 


Atalhos da página

Prefeitura de Sâo Vicente

Quem curte

Prefeitura de Sâo Vicente

Siga no Instagram

Prefeitura de Sâo Vicente

Siga no Twitter





Todos os Direitos reservados - Secretaria de Imprensa e Comunicação Social de São Vicente | Acesse Webmail | Trocar Senha
Rede Corporativa e-Solution Backsite