Operação conjunta realiza abordagem na bica da Linha Vermelha

Ação teve como objetivo oferecer assistência para pessoas em situação de vulnerabilidade

Compartilhe!

1 curtiu
Ação teve como objetivo oferecer assistência para pessoas em situação de vulnerabilidade

A Fonte dos Escravos, também conhecida como bica da Linha Vermelha, no bairro Vila São Jorge, foi alvo da operação conjunta entre a Secretaria de Assistência Social (Seas), a Secretaria de Turismo (Setur) e a Guarda Civil Municipal (GCM) de São Vicente.  

O objetivo foi oferecer serviços de assistência às pessoas em situação de vulnerabilidade social, em particular dependentes químicos. “Aqui é uma área de consumo abusivo de drogas e nós viemos como poder público para ofertar ajuda e os serviços do município para essas pessoas, resgatando a dignidade delas”, explica o psicólogo e coordenador do Centro POP, Felipe da Silva Galvão.

Por se tratar de uma área de risco, a GCM acompanhou a ação para respaldar o trabalho dos servidores. “Encontramos algumas pessoas no local e uma mulher abordada  teve seu registro apontado no sistema como procurada pela polícia. Ela foi encaminhada à delegacia e como era foragida da justiça, ficou detida. Esse respaldo para as secretarias é rotineiro”, afirma Paulo Coelho, comandante da GCM.

A Secretaria de Turismo (Setur) acompanhou a operação para verificar o estado do monumento. “A Fonte dos Escravos é um local que remete ao século XIX, ao período colonial e imperial. Os africanos escravizados procuravam refúgio aqui. Existem registros anteriores de que este era um ponto de abastecimento dos indígenas e colonizadores que faziam o trajeto do Peabiru, trilha que liga o Brasil ao Peru”, explica Bruno Santos de Medeiros, secretário adjunto do Turismo.  A ideia da Prefeitura  a recuperação do monumento histórico como parte do processo de revitalização da região.

Por Isabella Paschoal