Assistentes sociais recebem capacitação para atender mulheres em situação de vulnerabilidade

São Vicente sediou encontro, que contou com outras cidades da Baixada Santista

Compartilhe!

1 curtiu
São Vicente sediou nesta sexta-feira (07), no prédio da OAB, uma  capacitação para profissionais de assistência social da Baixada Santista sobre o atendimento às mulheres em situação de risco ou violência. 
 
O treinamento teve como intuito humanizar a assistência e criar elos entre as nove cidades do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), formando assim uma grande rede de apoio às mulheres.
 
Segundo a diretora da Diretoria Regional de Assistência Social (DRADS Baixada Santista), Luana Cambôa, a ação se viu necessária devido ao aumento expressivo de casos de violência em todo o Estado durante a pandemia: 40%. Só noo Brasil, oito mulheres foram agredidas por minuto nesse mesmo período.
 
“Nós pretendemos estreitar esse fluxo em que os Municípios consigam ter procedimentos parecidos, de forma que eles possam compartilhar com as cidades que têm menor capacidade de atender essa vítima", explicou a diretora.
 
Cerca de 80 profissionais participaram da capacitação. “Já vínhamos discutindo sobre isso, envolvendo os órgãos de controle e o Ministério Público, e São Vicente se disponibilizou a sediar o evento dado a parceria que desenvolvemos com a diretoria regional”, esclareceu a secretária adjunta da Secretaria de Desenvolvimento Social de São Vicente (Sedes), Helena Marcon.
 
As orientações foram ministradas pela executiva pública da Sedes e cientista política, Marcela Purini. “A ideia é sensibilizar a rede e orientar os serviços para que o trabalho seja melhor executado”, ressaltou.
 
A ação é uma iniciativa da Diretoria Regional de Assistência Social (DRADS Baixada Santista), com interface da Diretoria Estadual de Proteção Social de São Paulo e parceria da Secretaria de Desenvolvimento Social de São Vicente (Sedes).
 
Por Mariani Lourenço
Fotos por Tadeu Filho