Gincana Sustentável conhece mascote escolhida em concurso nesta sexta-feira (25)

Artes de 12 estudantes finalistas passaram por júri e vencedor será anunciado em cerimônia no Sest/Senat

Compartilhe!

2 curtiram
 
Após uma série de atividades voltadas ao meio ambiente promovidas no decorrer do semestre, será anunciado nesta sexta-feira (25) o mascote que representará todas as ações do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Secretaria de Educação (Seduc). A cerimônia de premiação será das 15h às 17h, no auditório do Sest/Senat (Praça Adalberto Panzan, 151 (Náutica 3).

A escolha se deu via concurso, com participação de alunos de 6º a 9º ano da rede municipal de ensino. O desenho vencedor foi definido pelo júri técnico. A partir do animal símbolo definido, que é a tartaruga-verde, os alunos puderam abusar da criatividade. O resultado foi de 12 desenhos finalistas, que ficaram expostos, de forma itinerante, para serem apreciados e votados.

Os 12 finalistas que concorrem ao prêmio, por ordem alfabética, são:
Alexandre Mendes Gabriel - EMEF Duque de Caxias
Ana Paula Cruz Fonseca (9º ano) - EMEF Jorge Bierrenbach Senra
Bianca Lima dos Anjos (7º ano) - EMEF Carolina Dantas
Camilly Reis dos Santos Silva (9º ano) - EMEF Carolina Dantas
Clara dos Santos (8º ano) - EMEF Jacob Andrade Câmara
Evellyn Gomes Fogaça dos Santos (8º ano) - EMEF Jorge Bierrenbach Senra
Geovanna Santos Ihuva de Andrade (6º ano) - EMEIEF Saulo Tarso Marques de Mello
Jennifer liveira da Silva (7º ano) - EMEF Jacob Andrade Câmara
Júlio de Sousa Ferreira (9º ano) - EMEIEF Saulo Tarso Marques de Mello
Luan Gonçalves Souza - EMEF Duque de Caxias
Lucas Luan Lira da Cruz (8º ano) - EMEF Jacob Andrade Câmara
Mikael de Souza Pereira (6º ano) - EMEF Jorge Bierrenbach Senra
 
A arte vencedora escolhida pelo júri técnico, formado por Alexandre Nacari, Laise Grandizoli e Ricardo Laranjo, será anunciada como o mascote oficial do NEA-Seduc/SV. Já os definidos pelo voto popular serão premiados.
 
O concurso é uma realização do Núcleo de Educação Ambiental da Seduc em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente (Semam). 
 
Risco de extinção - A tartaruga-verde (Chelonia mydas)  foi escolhida como símbolo da Gincana Sustentável por estar presente em nossa região. O réptil está classificado como uma espécie em extinção e, apesar disso, ainda há quem mate pela carne e pelos ovos. A população tem, também, diminuído devido aos acidentes com hélices de barcos, a afogamento devido a redes de pesca, sacolas plásticas e à destruição dos seus locais de formação de ninho (nidificação) pela invasão humana. Na vida adulta, atinge até 1,5 metro e 317 quilos.
 
Gincana - Além do concurso para definição do mascote, outras ações vêm sendo realizadas no ambiente escolar. Todas as unidades municipais de educação de São Vicente estão participando da 1ª Gincana Sustentável. Até outubro, os alunos da rede municipal "competem", arrecadando tampas plásticas, lacres de latinhas, óleo de cozinha e lixo eletrônico. Cada produto equivale a uma pontuação diferente. As campeãs serão premiadas.
 
Além da consciência ambiental, há também o lado social, porque as tampinhas e lacres serão revertidos para a aquisição de cadeiras de rodas.
 
A Administração Municipal, a Seduc e a Semam estão juntas para investir numa mudança de hábitos e de mentalidade como um elo para a transformação da criança e do adolescente em relação a um meio ambiente mais equilibrado. A proposta é que o aluno aprenda brincando, sendo conscientizado sobre os assuntos da atualidade e a importância de melhorar a qualidade de vida e garantir um futuro mais saudável para toda humanidade.
 
Década do oceano - A iniciativa lançada em junho, durante a Semana do Meio de Ambiente, vem ao encontro da Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável. A Década do Oceano, como é mais conhecida, foi definida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para mostrar o importante papel da ciência para a sociedade numa abordagem voltada ao desenvolvimento sustentável.
 
A ação está relacionada ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12, previsto na Agenda 2030, acordo internacional firmado pelos estados-membros da ONU. Entre as metas, estão implementar o Plano Decenal de Programas sobre Produção e Consumo Sustentáveis; alcançar a gestão sustentável e o uso eficiente dos recursos naturais; reduzir pela metade o desperdício de alimentos per capita mundial; reduzir substancialmente a geração de resíduos por meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso; e incentivar as empresas a adotar práticas sustentáveis e a integrar informações de sustentabilidade em seu ciclo de relatórios.
 
Realização - A Gincana Sustentável de São Vicente é uma realização das secretarias de Educação (Seduc) e de Meio Ambiente (Semam), com apoio da Ecoviver, Japuí - Gestão de Resíduos, Pro Lata, Rotary Club de São Vicente,  Universidade Estadual Paulista (Unesp), Centro de Capacitação de Pesquisa em Meio Ambiente da USP (Cepema) e Núcleo de Cultura de Paz e Não Violência de São Vicente.
 
Renato Pirauá
 

Álbum de Fotos