Serviço de Acolhimento para crianças e adolescentes Arco-Íris é inaugurado

Cerimônia contou com a presença do prefeito Kayo Amado, que anunciou dois novos programas para a Cidade

Compartilhe!

3 curtiram
Cerimônia contou com a presença do prefeito Kayo Amado, que anunciou dois novos programas para a Cidade
 
Nesta quinta-feira (20), foi inaugurado o novo espaço do Serviço de Acolhimento Institucional de Crianças e Adolescentes (Saica) Arco-Íris, no bairro Parque São Vicente. Totalmente equipado e de baixo custo aos cofres públicos, o espaço abrigará 20 crianças e adolescentes, oferecendo alimentação e prestando toda assistência necessária. 
 
Presente na inauguração, o prefeito Kayo Amado ressaltou a importância da entrega do equipamento. "Meu objetivo como prefeito não é simplesmente governar para a máquina pública, e sim para que o cidadão possa ter um serviço mais digno e melhor".
 
"É um espaço familiar e arejado. Nele, os pequenos poderão brincar e se desenvolver. É emocionante poder entregar um presente como esse, que será essencial no desenvolvimento das nossas crianças e adolescentes desabrigados", frisou o secretário da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Leandro Valença.
 
Também compareceram à cerimônia a vice-prefeita Sandra Conti, a presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS-SV), Thaynã Carneiro e o vereador Jabá Bezerra.
 
Anúncios
No ritmo dos 490 anos de São Vicente, a Prefeitura não para de anunciar novidades. Durante a cerimônia de inauguração, o prefeito Kayo Amado divulgou dois novos programas que trarão diversos benefícios às crianças e adolescentes. Um deles é o 'Apadrinhamento Afetivo'. Na ocasião, o munícipe apadrinha uma criança dos abrigos de São Vicente oferecendo suporte emocional e afetivo.
 
"Com o Apadrinhamento Afetivo, a criança passa a ter um carinho familiar, algo essencial para elas", explica Leandro Valença. 
 
O outro programa anunciado é o 'Família Acolhedora', que consiste em promover o acolhimento prévio de crianças desabrigadas que, antes de serem recebidas em um abrigo, serão mantidas sob os cuidados de uma família, com a contribuição de um salário mínimo, pago pela Prefeitura.
 
Por Guilherme Sibilio

Álbum de Fotos