Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 19 de junho de 2024.
10/02/2021
NOTÍCIAS
Seas e Sehab promovem levantamento socioeconômico dos ocupantes de conjunto habitacional, no Jardim Rio Branco

Objetivo é identificar as características das famílias e congelar o número de residentes
 
Essa semana a Secretaria de Assistência Social (Seas), em conjunto com a Secretaria de Habitação (Sehab), iniciou levantamento socioeconômico das famílias dos prédios da CDHU, no Jardim Rio Branco.

O objetivo é apontar as características das famílias e obter dados como o número de crianças, idosos, pessoas com deficiências e vulnerabilidades. A pesquisa também tem como foco identificar o acesso aos benefícios sociais de transferência de renda, políticas públicas de assistência social, saúde, educação, alimentação, trabalho e renda, como forma de avaliar as relações estabelecidas nos territórios de origem e dentro dos prédios.

Este estudo servirá para colaborar com o congelamento da ocupação. Ao término será lançado um relatório técnico quanti-qualitativo para ser traçado um plano de providências imediatas de curto, médio e longo prazo.

“Cuidar bem de pessoas é a tônica desta gestão. A parceria da população envolvida na busca por soluções faz parte da missão atribuída à Seas nessa ação de reconhecimento deste público e de seus potenciais”, afirma o secretário de Assistência Social, Leandro Valença.

Histórico - A ocupação do conjunto habitacional teve início em março de 2020 como consequência à crise socioeconômica gerada pela pandemia. Em janeiro deste ano foi realizada uma reunião no Paço Municipal, que contou com a participação do prefeito Kayo Amado; do secretário de Assistência Social, Leandro Valença; da secretária de Habitação, Camila Oliveira, e lideranças do movimento de moradia. Desde então, algumas ações foram realizadas, dentre as quais o levantamento socioeconômico.

Por: Isabella Paschoal



Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite