Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 15 de junho de 2024.
04/10/2021
NOTÍCIAS
Dedicação ao munícipe, de porta em porta: Feliz Dia do Agente Comunitário da Saúde

São Vicente conta com 126 agentes nos 26 postos de saúde; 50 pessoas realizam controle de endemias

“Alguma dúvida senhor?”, “Ô de casa”. Essas são as frases mais ditas pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de São Vicente. Todo dia, de porta em porta, eles saem realizando atendimentos, tiram dúvidas, avisam sobre os resultados de exames realizados, sobre consultas agendadas, ouvem as necessidades do morador, entre outras atividades. Isso faz com que se criem vínculos entre a comunidade e a unidade de saúde.

Por isso foi criado o Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde, comemorado nesta segunda-feira, 4 de outubro. O agente compõe o quadro multiprofissional dos serviços de Atenção Básica de São Vicente, desenvolvendo promoção da saúde e prevenção de doenças, com foco nas atividades educativas em saúde, em domicílios e coletividade, integrando os serviços de saúde com o bairro em que atua.

O Município conta, hoje, com 36 equipes, somando 126 profissionais distribuídos de acordo com a demanda de cada unidade. A agente Nice Costa Nascimento, que trabalha na UBS Jardim Guassu há sete anos, ressalta a importância dos serviços prestados pelos ACSs. “É muito prazeroso ser agente de saúde porque gostamos do que fazemos.”

Já a agente de saúde da UBS/ESF Humaitá, Daniella Pereira Soares, que trabalha há seis anos na unidade, explica que, acima de tudo, é gratificante trabalhar envolvida com a Atenção Primária. “Somos a porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS), atuamos na promoção da saúde, mapeando a situação de saúde dos indivíduos cadastrados na unidade. Dessa forma, somos reconhecidos pelos moradores e, em geral, sempre tratados com muito carinho.”

Nice e Daniella comentam que, no período mais agressivo da pandemia, o trabalho dos agentes foi bem complicado. “Acreditavam que, por trabalharmos na saúde, seríamos transmissores do vírus”, lembra Nice.

“Tivemos que adotar novas abordagens para seguir atendendo os munícipes. Começamos, então, a fazer contato por telefone para acompanhar cada um. Ainda assim, éramos importantes no combate às fake news, principalmente relacionadas à vacinação contra a doença”, completa Daniella.

A diretora da Atenção Básica de São Vicente, Paola Bueno, reforçou o compromisso desses profissionais e enalteceu sua contribuição à saúde da Cidade. “Por serem a ‘base’ da unidade, eles são fundamentais para a construção de uma saúde pública melhor, fazendo com que consigamos melhorar a qualidade do nosso serviço.”

A secretária de Saúde, Michelle Santos, reforçou o compromisso com os agentes, que são essenciais no atendimento ao munícipe e no fluxo das unidades de saúde. "Estamos implementando o prontuário eletrônico, gradativamente, em todos os nossos postos de saúde e informatizando, também, o trabalho dos agentes, que ganharam aparelhos celulares para facilitar o atendimento ao usuário e otimizar os serviços. Somos muito gratos pelo importante papel que os agentes de saúde desenvolvem junto à população vicentina."

Por fim, é preciso enaltecer o trabalho dos agentes, como reforça Nice. “Como em toda profissão, devemos trabalhar com amor, dedicação e respeito. Para ser um ACS, é preciso, acima de tudo, ter empatia pelo próximo. É impossível prestar o serviço sem se envolver com o outro.”

“É uma das profissões mais lindas que existem. Estamos em contato com a comunidade, ajudando a contribuir de alguma forma para melhorar a oferta de saúde. Ver uma pessoa reabilitada de uma doença é uma sensação de dever cumprido. Quem entende que a saúde pública deve ser ocupada por pessoas com olhares humanizados, devem ser agentes de saúde”, conclui Daniella.

Agente de Combate às Endemias (ACE) – No dia 4 de outubro, também é comemorado o dia nacional do agente de endemias, que realiza vistoria nas residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para detectar focos endêmicos. A inspeção cuidadosa também é realizada em caixas d’água, calhas e telhados. Além disso, eles fazem orientações quanto à prevenção e tratamento de doenças infecciosas, além de realizar ações de conscientização sobre as doenças vetoriais.

O biólogo e chefe do Departamento de Controle de Doenças Vetoriais (Decodove), Fábio Lopes, enfatizou a importância dos seus agentes no combate e controle das endemias em São Vicente. “Os primeiros seis meses do ano foram de muito trabalho e dedicação para conter a epidemia de dengue que nossa região sofreu. Esse trabalho só foi possível graças ao empenho fundamental desses profissionais, uma vez que eles estão em contato permanente com a comunidade onde trabalham, conhecendo os principais problemas da região para, assim, buscar soluções para essas questões.”

A secretária de Saúde, Michelle Santos, agradeceu também à equipe de endemias, que trabalhou arduamente, e ainda trabalha, no combate ao mosquito Aedes aegypti. "Eles foram primordiais nesse enfrentamento, trabalharam até nos finais de semana, realizando ações de conscientização e mutirões bairro a bairro. Só temos a agradecer por todo o empenho e dedicação."

Por Nicolas Pedrosa


Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite