Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 22 de abril de 2024.
14/10/2021
NOTÍCIAS
Clube vicentino promove evento sobre igualdade de gênero na Educação
Programação especial será realizada na Praça  Brasilia, no bairro Parque das Bandeiras
 
O clube vicentino de meninas ‘Girl Up Rosalind Franklin’, em parceria com a Prefeitura de São Vicente, promove o evento “Laboratório das Minas”, que tem foco em chamar a atenção para a igualdade de gênero na Educação. 
 
Para lembrar as datas 11/10, que comemora o Dia das Meninas, e 16/10, que comemora o Dia da Ciência e Tecnologia, o evento será no próximo sábado (16), das 13h às 17h, para incentivar crianças e jovens a não desistirem dos estudos, através de atividades e estandes explicando como a ciência pode ser divertida. A ação é aberta para todos os públicos, com programação para todas as idades. 
 
Uma das organizadoras do evento, Hanna Pereira, assessora de Políticas Públicas da Mulher, reforçou a importância de apoiar o evento. “Faltam ações de incentivo das meninas nas áreas STEM. Afetivamente, a iniciativa mexe comigo, afinal, assim como o clube Girls Up Rosalind Franklin, fui estudante da área de TI e, junto com minha amiga Rita Lino, idealizamos o movimento ‘Mulheres Na Tecnologia Baixada Santista’, em 2014, que segue ativo empoderando as garotas. São Vicente possui mulheres que são referências na área, como algumas das convidadas, e elas precisam ser vistas para também impulsionar outras.”
 
Girl Up é um Movimento Global que inspira e conecta jovens de até 22 anos, para serem ativistas e líderes na defesa de igualdade de gênero. O movimento faz isso através de clubes como, por exemplo, o Girl Up Rosalind Franklin, que foi fundado esse ano na cidade de São Vicente. 
 
Uma das idealizadoras do projeto e participante do grupo Girl Up, Marielly Câmara Rocha, contou um pouco de onde veio a inspiração para organizar o evento. “Eu, como uma menina que sempre gostei de Ciências, e que está fazendo um curso da área de Ciências, sempre percebi que não existe um incentivo ou motivação para meninas seguirem carreiras nessas áreas. Vemos esse incentivo na área de humanas ou na área de saúde, que têm relação com o cuidado ao próximo. Mas, hoje, não vemos o incentivo para uma menina ser engenheira ou trabalhar com tecnologia. Estamos aqui para ajudar essas meninas a entenderem que precisam lutar pelo espaço e que podem ter domínio nessas áreas.” 
 
Minas Vicentinas na Tecnologia
Roberta Novaes: Criada no Parque das Bandeiras. 
Em seu primeiro emprego, atendia o telefone o dia todo. Cursou Técnico em Informação com ênfase em Programação, na ETEC Ruth Cardoso. Apaixonou-se pela programação de sistemas e, em 2017, trabalhando na mesma clínica na qual atendia telefone, se tornou co-desenvolvedora do sistema utilizado para marcação de exames e consultas de todas as unidades da empresa. Foi programadora Web, na agência Summer Comunicação. Cursou Análise e Desenvolvimento de Sistemas na FATEC e, atualmente, trabalha em São Paulo, na Accenture, considerada uma das 30 melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Como analista pleno, atua com a ferramenta Low-Code, chamada de ServiceNow, e segue estudando para chegar ao seu objetivo, que é ser Gestora em TI.
 
Juliana Andrade: Criada na Cidade Náutica.
Formada pela Federal (97), no Técnico em TI e curso superior na Unisanta (2002), MBA pela FGV (2010), já soma 25 anos de atuação em Tecnologia. Atualmente é gerente de projetos na W51 Agency e consultora na ModalGR. Companheira de sonhos do Age há 25 anos, mãe da Lelê e da Mari. Criou o blog www.academiadeprofissoes.com.br para ajudar as pessoas no ingresso ao mercado de trabalho.
Sandyara Peres: Criada no Humaitá. 
 
Técnica em Informática pela ETEC Dra Ruth Cardoso (2017), analista de sistemas pelo IFSP (2020), pós-graduanda em Neurociência Aplicada à Educação, pela FMU-SP, e Gestão de Negócios Digitais pela USP. Atua como gerente de produtos digitais na multinacional Everis, atuando em clientes do segmento de banco e saúde. Pesquisadora em Interação Humano-Computador, com foco em acessibilidade digital. Veio do Humaitá para lutar por mais diversidade e inclusão em tecnologia.
 
Programação do evento:
13h15 - Roda de Conversa - Minas Vicentinas na Tecnologia com Juliana Andrade,
Sandyara Peres e Roberta Novaes;
 
14h00 - Roda de Conversa - Como a política interfere no seu acesso a internet,
com Politize;
 
14h30 - Roda de Conversa - A visão UX/UI no dia a dia do brasileiro, com Natasha
Tamashiro, líder de célula de UX da Modal GR; 
 
15h00 - Oficina - Como tirar uma ideia da cabeça para se tornar um negócio, com
Sandyara Peres e Juliana Andrade
 
16h30 - Contação de História para crianças sobre as Musas da Ciência.
Durante todo o evento, das 13h às 17h, terá:01 - Exposição - Varal das Musas na Ciência
02 - Espaço Kids para pintura
03 - Tenda Biotecnologia na Prática com Girls Up Rosalind Franklin
04 - Tenda Brincando de Química com Girls Up Rosalind Franklin
05 - Tenda Um Dia de Vestibular com Girls Up Rosalind Franklin
06 - Tenda Meninas na TI com IFSP – Cubatão
 
Por Manoela Lopes


Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite