Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 15 de junho de 2024.
03/11/2022
NOTÍCIAS
Moradora de palafita recebe assistência da Prefeitura de São Vicente e sonha com casa própria
O sonho de Thaiane Viana Evangelista de Souza, de 34 anos,  é viver em condições melhores e que seus filhos, Henry, de 7 anos, e Luiz, de 2, possam brincar em segurança e ter suas roupas organizadas em um armário. 
 
Para alguns, esse desejo pode ser simples, mas para a moradora de um barraco de madeira, localizado no Dique do Pompeba, em São Vicente, é o seu principal objetivo. "Eu passei por uma depressão muito grande por conta do meu bebê que morreu com apenas um mês. Meu barraco fica em área de risco. Estou confiando em Deus que dê tudo certo para que me tirem daqui, me levem para um apartamento, pois sei que tenho direito", afirma.
 
A mãe solo atua na recepção da Unidade Básica de Saúde (UBS) Pompeba,  integra o ‘Programa Bolsa Trabalho’ da Secretaria de Emprego, Trabalho e Renda (Setre), onde recebe bolsa-auxílio de R$ 500,00 mensais. Além disso, ela recebe mais R$ 600,00 do ‘Auxílio-Brasil’, que conseguiu por meio do Cadastro Único, no CRAS Jóquei Clube. Dessa forma, a bolsista consegue atender as necessidades básicas dela e de seus meninos, que estudam na creche e na escola municipal do bairro.
 
Apesar das dificuldades que a mãe e os filhos enfrentam diariamente, Thaiane foi incentivada a pelas colegas de trabalho a voltar a estudar,  pois um de seus objetivos é passar no concurso público como agente de saúde. "Eu recebi apostilas e estou estudando muito, mas minha maior preocupação é ir para um apartamento. Meu barraco corre risco de cair e eu quero dar uma vida melhor para meus filhos, poder estudar em paz, estabilizar minha vida, que não tenha mais ratos e nem vaso sanitário caindo por conta das madeiras quebradas".
 
A recepcionista conta que como está sendo ajudada, ela também pretende ajudar as pessoas quando ela estiver bem. "Eu tenho absorvido tudo o que me ensinam. Aprendi a dar baixa em consultas, mexer no sistema, agendamento. E, da mesma forma que as pessoas estão me ajudando, também quero fazer pelos outros".
 
Música - Nas veias da bolsista corre o amor pela música. Ela conta que já foi monitora de música no antigo Centro Educacional e Recreativo (CER) do Pompeba e, desde a extinção dos CERs, por volta de 2012, nunca mais trabalhou no ramo. Apesar disso, ela ainda encontra seus alunos e sabe que alguns deles tocam na banda do Exército e outras. "Fui monitora por sete anos, fiz um trabalho lindo atuando com crianças de 7 a 15 anos".
 
No momento, o violão de Thaiane está guardado, pois depois das preocupações com o sustento dos filhos, chegou a enfrentar uma depressão e não tocou mais.
 
Secretarias municipais - A equipe técnica da UBS Pompeba, onde ela é bolsista, notou o potencial de Thaiane e a capacitou para atuar na recepção, em serviços administrativos e sistemas informatizados, além de fornecer as apostilas.
 
O grande sonho de Thaiane é cursar técnico de enfermagem. Por conta da situação de vulnerabilidade, ela foi orientada a procurar a Secretaria de Habitação (Sehab), que realizou o Cadastro Habitacional e acionou a equipe da Defesa Civil, ligada à Secretaria de Defesa e Organização Social (Sedos), para analisar os riscos da moradia. 
 
Para a vistoria, a equipe da Defesa Civil acionou a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Um técnico da Defesa Civil e uma assistente social realizaram a visita domiciliar e foi constatado que as condições de estrutura física do barraco têm indícios de deterioração devido à localização em cima do mangue, infestação de cupim, além de modificações estruturais em outros barracos no entorno.
 
Thaine ressalta que não quer doação ou qualquer outro tipo de ajuda para alimentação ou roupas. Ela quer ter acesso à uma vida digna por meio de programas sociais, que podem ajudar no desenvolvimento de sua família. 
 
“A força da intersetorialidade na gestão pública municipal, com ações integradas das políticas públicas na ampliação dos direitos sociais para a proteção integral das famílias é muito gratificante, pois, além disso, envolve fé, humanidade e amor ao próximo”, comenta o secretário da Sedes, Leandro Valença.
 
Por Carmen Doria

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite