Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 20 de maio de 2024.
03/03/2023
NOTÍCIAS
Prefeito Kayo Amado esclarece andamento da Fase 3 do VLT em live nesta sexta (3)
O prefeito de São Vicente, Kayo Amado, usou as redes sociais nesta sexta-feira para explicar os próximos passos do projeto da Fase 3 do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que cruzará a Ponte dos Barreiros e se estenderá até o Samaritá.
 
Em live transmitida da cabeceira da ponte, Kayo esclareceu algumas informações divulgadas recentemente por veículos de imprensa especializados em transporte, que noticiaram a revogação de um edital de licitação da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). Trata-se de um ajuste promovido pela empresa, para tornar o processo de escolha da empresa e início dos trabalhos mais rápido.
 
"Antes que o assunto vire uma fake news, decidi vir aqui esclarecer, para passar a informação verdadeira e de qualidade. A Fase 3 do VLT é dividida em dois momentos, com duas licitações. Uma é a licitação que vai cuidar da reforma da parte ferroviária da Ponte dos Barreiros, com construção de ciclovia e duas linhas para a passagem das composições do VLT. O outro momento é a licitação para a construção que sai da ponte e segue até o Samaritá, com as novas estações. Cada um desses momentos terá uma contratação, prazos e obras diferentes", explicou o prefeito. 
 
Graças à finalização das obras da parte rodoviária da Ponte dos Barreiros (entregue em julho de 2022), a Prefeitura de São Vicente conseguiu avançar em licenças ambientais e documentos necessários que permitem licitar a parte ferroviária da estrutura por onde passará o VLT.
No dia 21 de janeiro deste ano, a EMTU publicou o Aviso de Licitação no Diário Oficial do Estado de São Paulo, oficializando o início da licitação para as obras da terceira fase do VLT na região. 
 
Os serviços preveem a construção de três novas estações do VLT na Área Continental: Ponte Nova, Quarentenário e Rio Branco, além do Terminal Samaritá ao final, com pátio de manobra. 
 
A licitação da parte pós ponte, ou seja, a que trata exclusivamente da área que vai da cabeceira da Área Continental da Ponte dos Barreiros até o Samaritá, foi revogada pela EMTU, pois contemplava apenas a constratação de uma empresa para a elaboração do projeto executivo da obra. A EMTU entendeu que seria mais rápido e vantajoso lançar um novo edital, determinando que a empresa vencedora seja a mesma responsável por elaborar o projeto executivo e também execução da obra. A previsão da empresa metropolitana é que o novo edital seja lançado no início do segundo semestre, ainda dentro do cronograma. 
 
"Em conversa com a EMTU, eles me explicaram que decidiram acelerar essa parte. Agora a licitação vai contemplar projeto e obra juntos. Isso é bom porque faz ganhar tempo, já que a mesma empresa terá condições de ir fazendo eventuais ajustes", comentou Kayo.
 
Já a outra licitação, referente à parte ferroviária da ponte, teve a data de abertura dos envelopes adiada do dia 14 de março para 19 de abril deste ano. As empresas interessadas em participar do certame enviaram ofícios à EMTU, pedindo mais detalhes e entendeu-se, então, a necessidade de ampliar o prazo para a apresentação das propostas. O edital segue, portanto, vigente.
 
"Licitação é isso mesmo. O importante é que o cronograma está mantido, tudo dentro do planejado. O assunto é burocrático mas venho aqui esclarecer para evitar informações deturpadas. Sigo mantendo conversas com o governador Tarcísio, com o vice Felício e com o secretário de Governo, Kassab", completou o prefeito Kayo Amado.


Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite