Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 27 de maio de 2024.
21/03/2023
NOTÍCIAS
Árvore gameleira branca é plantada na Praça 22 de Janeiro em comemoração ao Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas
Quem passou pela Praça 22 de Janeiro, no Centro, em frente à Biquinha de Anchieta, na manhã desta terça-feira (21), ouviu cantigas de todos os orixás (shirê). O motivo disso é a celebração do Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé, cuja lei 14.519/23 foi sancionada neste ano pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. 
 
O grupo, de aproximadamente 35 pessoas, estava presente na ação para plantar a árvore gameleira branca, que de acordo com a Iyalorixá Idân de Oxumarê, "pertence ao orixá iroko, que é o mais antigo da Terra, e essa árvore foi a primeira plantada na Terra. Toda ave espírita vem no caminho desse orixá, que é consagrado".
 
A presidente do Conselho Municipal da Promoção de Igualdade Racial (COMPIR-SV), Clarice Carmo, comentou que o plantio da árvore gameleira branca, nativa da Mata Atlântica, possui todo tradicionalismo dentro das matrizes africanas. "Maravilhosa ideia da mãe Idân, pois quantas gerações de matrizes africanas poderão entender esse significado. O dia é do destaque, mas a união faz a diferença das matrizes africanas. Parabenizo a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), em apoiar".
 
Além dos cânticos e do plantio da gameleira branca, houve danças em referência às cantigas dos santos.
Dentro das religiões de matrizes africanas, como Umbanda e Candomblé, os orixás são entidades ligadas à natureza e são incorporados pelos médiuns mais experientes.
 
Lei 14.519/23 - foi sancionada e institui que o Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé deve ser comemorado anualmente no dia 21 de março. A data foi escolhida para coincidir com o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, em memória das 69 vítimas do massacre de Sharpeville, na África do Sul, em 1966.
 
O evento tem o apoio do Conselho Municipal da Promoção de Igualdade Racial (COMPIR-SV), Associação Amigos da Vila Valença (AAVV) e da Prefeitura Municipal de São Vicente.

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite