Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 25 de fevereiro de 2024.
22/09/2023
NOTÍCIAS
São Vicente recebe seu 1º Fórum Municipal de Acessibilidade
Nesta quinta-feira (21), São Vicente deu início a um evento que acontecerá anualmente na Cidade. Trata-se do 1º Fórum Municipal de Acessibilidade, realizado justamente no Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência.
 
A reunião aconteceu no Espaço Multicultural (Praça 22 de Janeiro, s/n - Gonzaguinha), com palestras sobre a falta de espaços acessíveis aos deficientes, o preconceito existente e também para exaltar o protagonismo dessas pessoas.
 
O secretário de Direitos Humanos e Cidadania, Jackson Nunes, marcou presença no evento e conversou com o público antes das palestras. “No decorrer do ano, as pré-conferências irão tratar sobre o tema, desde a abrangência municipais até o âmbito nacional, no ano que vem. É importante que os PCD’s participem dessas pré-conferências, para que possamos entender todas suas demandas e desenvolver políticas públicas”.
Jackson se referiu ao projeto “Brasil Sem Limites”, que será lançado pelo Governo Federal em novembro, destinando verbas para projetos de acessibilidade nas cidades. Haverá pré-conferências em quatro lugares antes da conferência municipal, programada para outubro. Após isso, terão as conferências regionais, estaduais e, por último, as nacionais, já no ano que vem.
 
Além do secretário, o vereador e também vice-presidente da câmara dos vereadores Jabá, e a presidente do Conselho da Pessoa com Deficiência, Solange Santos Leal, também se pronunciaram antes das palestras. “Estou feliz por ver várias pessoas juntas na luta pela acessibilidade”, disse a presidente, que é cadeirante desde 2016. O vereador, por sua vez, reforçou a necessidade das leis de apoio aos deficientes. “A Cidade deve se adaptar aos deficientes, e não o contrário. Esperamos resolver os problemas de acessibilidade de São Vicente”.
 
A primeira palestra foi responsabilidade de Patricia Liscio, pedagoga e idealizadora da Casa Horus. Ela explicou sobre os efeitos do capacitismo (preconceito contra deficientes) velado para os presentes.
 
A segunda palestra ficou por conta de Cahue Alonso, doutor e membro da comissão das Pessoas com Deficiência da OAB. Ele contou sobre os direitos que os PCD’s merecem ter.
 
A terceira palestra foi ministrada por Camila Vieira, estudante de psicanálise e pesquisadora do Transtorno do Espectro Autista. Ela apresentou o sistema de apoio social que é necessário para famílias atípicas (que cuidam de pessoas com deficiência).
 
As secretarias da Educação (Seduc), Desenvolvimento Social (Sedes) e Esportes e Lazer (Sespor) também tiveram representantes assistindo ao evento.
 
Por Roberto Filho

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite