Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 24 de fevereiro de 2024.
26/10/2023
NOTÍCIAS
Primeira grande obra de combate às enchentes da história de São Vicente tem 50% dos trabalhos concluídos
A primeira grande obra de combate às enchentes da história de São Vicente atingiu uma expressiva marca nesta semana. Em ritmo acelerado, os trabalhos no canal da Avenida Eduardo Souto, bairro Cidade Náutica, já estão com 50% das execuções concluídas. O planejamento contempla 750 metros de canal, que, junto a sete conjuntos de comportas, irá amenizar os impactos provenientes das chuva e da alta da maré, que há tantos anos 'machucam' os moradores com perdas materiais e demais prejuízos. 
 
Até o momento, já foram concluídos 380 metros do canal, além do projeto executivo da obra. 
 
Responsável pela supervisão do projeto - que é de responsabilidade do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), o subsecretário de Infraestrutura, Paulo Fiamenghi, enfatiza que, até o fim do primeiro semestre de 2024, o canal estará pronto para receber as águas das chuvas. "É uma obra moderna, de primeiro mundo, que impactará não só a Náutica, como também a Vila Nossa Senhora de Fátima, Pompeba e Tancredo Neves”.
Segundo o cronograma de obras do DAEE, a previsão é de que a implantação das comportas, que irão atuar integradas ao canal, seja concluída no segundo semestre de 2024. "Com essas intervenções, quando o nível da maré subir, essa água será bloqueada, não ocupando, então, os canais", detalha o subsecretário. 
 
As instalações dos conjuntos serão nos seguintes locais: Avenida Castelo Branco, Pompeba, Dique do Piçarro, Dique das Caixetas, Rio dos Bugres, Sambaiatuba e Jóquei Clube. 
 
O investimento é fruto de articulação entre o prefeito Kayo Amado e o Governo de São Paulo. Em 2022, o Estado disponibilizou R$45 milhões para obras de drenagem em São Vicente. Desse total, R$25 milhões foram destinados à reurbanização do Canal da Eduardo Souto e à instalação das comportas, que inicia no final deste ano. 
 
"Eu não canso de buscar recursos. Nossa condição financeira inviabiliza grandes projetos, mas, como prefeito, meu papel é lutar pelo vicentino e pensar em soluções. Essa obra é bastante significativa para mim. Nada saía do papel quando o assunto era combate às enchentes. Hoje, isso é uma realidade. Quem passa pela Avenida Eduardo Souto já se depara com as mudanças. Sei dos desafios que muitos enfrentam nos dias de chuva. Mas estamos trabalhando para amenizar isso", ressalta o chefe do Executivo vicentino. 
 
Plano de Macro e Microdrenagem
Recentemente, uma empresa especializada em engenharia consultiva concluiu, sob fiscalização da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), um Plano Diretor de Macro e Microdrenagem, no qual estão inseridos todos os projetos de obras necessárias de combate às enchentes no Município. 
 
O estudo estima a necessidade da instalação de comportas em mais 16 locais em São Vicente, totalizando 23, além da implantação de estações elevatórias de drenagem. Os investimentos giram em torno de R$800 milhões. Para isso, a Prefeitura segue mantendo diálogo constante junto às instituições financeiras e às esferas federal e estadual.

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite