Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 04 de março de 2024.
31/10/2023
NOTÍCIAS
Circuito Sesc de Artes desembarca em São Vicente neste sábado (4)
Um evento está prestes a tomar conta da Praça 22 de Janeiro, em São Vicente. Neste sábado (4), das 16h às 20h, o Circuito Sesc de Artes desembarca na Cidade, trazendo consigo diversas programações que abraçam variadas vertentes culturais.
 
Com uma abordagem inclusiva que abrange áreas como música, dança, circo, teatro, cinema, literatura, artes visuais e tecnologias, o 'Circuito Sesc de Artes' é uma celebração da criatividade e expressão artística. Esta festividade, realizada pelo Sesc São Paulo em colaboração com a Prefeitura de São Vicente, através da Secretaria de Cultura (Secult), enriquece o cenário cultural da Cidade e oferece experiências enriquecedoras para os públicos.
 
Confira a programação:
 
A música marca presença na edição 2023 do Circuito Sesc de Artes, com apresentações da DJ Nanne Bonny, pesquisadora de samba e manifestações populares brasileiras. A DJ e produtora cultural de Santos, onde organiza festas, ocupações e projetos como o E.L.A. – Empoderamento, Liberdade e Arte –, movimento de incentivo ao protagonismo feminino que atua como gerador de renda e conhecimento para mulheres artistas da Baixada Santista, também coordenou o
resgate do projeto “Memórias do Samba Santista”, surgido em 1966, e participou de eventos como o Santos Jazz Festival.
 
Outra atração musical é a cantora e compositora Marina Peralta, que mostra versões de sucessos como ‘Agradece’, ‘Ela encanta’ e ‘Mama respect’, presentes no repertório do álbum Rewind, em comemoração aos seus dez anos de carreira. Na releitura de suas músicas voltadas para bailes e pistas de dança, a artista do Mato Grosso do Sul une timbres digitais e graves marcantes aos tambores nyabinghi característicos do reggae, estilo que a tornou conhecida. 
 
Nas apresentações de Brincadeiras de Mateus, os pesquisadores das comunidades negras, Cibele Mateus e Fagner Saraiva, interagem com o público em uma intervenção cênica que transforma o espetáculo em um balaio de alegria, festa e poesia. Cômico e irreverente, Mateus é uma figura da cultura afro diaspórica que aparece em diversas brincadeiras brasileiras, como bois, mamulengos e reisados. Em reverência à ancestralidade africana, pinta seu rosto de preto e anda pelo mundo levando canções, versos e receitas da sabedoria popular em seus embornais.
 
Coisas de Saci, da Cia. Tempo de Brincar, é outro espetáculo que traz à cena a cultura popular brasileira. Para contar a história de um menino que brinca com um saci-pererê e se perde na mata, enfrentando o medo da noite e da solidão, os artistas Elaine Buzato e Valter Silva, de Sorocaba, apresentam canções originais e cantigas de roda executadas ao vivo em ritmos brasileiros como coco, ciranda, toada, jongo e catira.
 
Da descoberta da câmara escura às máquinas de projetar filmes, a vivência Cine Película conduz os participantes pela história dos aparelhos que levaram ao surgimento do cinema. O público é convidado a manipular brinquedos ópticos como o taumatrópio, o flipbook e o zootrópio, invenções do século XIX que permitiam obter efeitos de imagens em movimento. A última parada apresenta as câmeras e películas cinematográficas, além de um projetor elétrico em funcionamento. 
 
Com diferentes tipos de papéis, barbantes e material para colorir, os participantes da oficina Boogie Ilustra, do Projeto do Presente, aprendem a confeccionar seus próprios personagens articulados ao mesmo tempo em que recebem noções sobre movimentos e animações em stop motion. Depois dos bonecos prontos, é criado um fundo ou cenário. 
 
A Cia. Circo de Trapo propõe na atividade Pescaria de Livros, uma mediação de leitura a partir da pergunta: “E se, em lugar de peixes, a pescaria rendesse livros?” Para isso, um rio feito de tecidos reúne diversos títulos adaptados, prontos para serem fisgados pelas crianças como na tradicional brincadeira das quermesses. Ao provocar a curiosidade dos participantes por meio da diversão, a atividade constrói vínculos afetivos com os livros – e cada volume pescado é lido pelo grupo.


Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite