Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 25 de fevereiro de 2024.
14/11/2023
NOTÍCIAS
Prodígio do surf vicentino garante 1º lugar no 'Circuito A Tribuna Colegial'

Neste domingo (12), os espectadores do ‘Circuito A Tribuna Colegial de Surf’ puderam presenciar a mais nova prodígio do esporte superar Carol Bastides, campeã brasileira da categoria. Maya Calixto, de 12 anos, estreou no torneio, que é um dos mais tradicionais e importantes do Brasil. Inclusive, o campeonato foi responsável por revelar o campeão mundial Mineirinho. 

 

O torneio ‘Colegial A Tribuna de Surf’ foi disputado em três categorias (sub-14, sub-16 e sub-18), com provas no masculino e no feminino. A surfista vicentina disputou na sub-16, mas acabou sendo eliminada na primeira bateria. Saiu com o título na categoria sub-14. Carol Bastides, da mesma categoria, acabou na terceira colocação.

 

A relação de Maya com o surf é de família. Ela pegou a primeira onda quando ainda tinha 6 anos. Apesar do pai também ser um apaixonado pelo esporte desde a adolescência, Felipe Calixto, de 38 anos, conta que o interesse inicial partiu da filha. “Eu nunca incentivei ela a surfar. Até mesmo por ela ser muito nova, não queria que ela pegasse um trauma. Estava surfando com um grupo de amigos, e ela pegou uma prancha grande, bem no raso, e na primeira onda ficou de pé.”

 

Desde a primeira onda, a pequena Maya não quis mais sair do mar e começou a surfar com o pai. Ao perceber a aptidão e o interesse genuíno da filha, ainda com 7 anos, Felipe a matriculou na escola de surfe do Itararé, de São Vicente. Com foco competitivo, a jovem surfista treina desde os 10 anos com o professor Ricardo Mello, ex-atleta profissional popularmente conhecido na região como ‘Ricardinho’. 

 

O professor experiente destaca a importância da conquista do tradicional torneio que revelou grandes surfistas do país, como o campeão mundial Adriano de Souza e a campeã brasileira Julia Santos, além de outros que permanecem até os dias de hoje disputando em alto nível pelas ondas mundo afora, tendo em vista que, diferente de outros esportes convencionais, o surf possui um grau de competição elevado, repleto de altos e baixos. “Ela ganhou de uma menina que é campeã brasileira na categoria dela. Sub-14. É um incentivo para ela e acredito que possa motivar ainda mais para ela continuar nas competições.”

 

O esporte, de maneira geral, está no sangue da família Calixto. Além de Maya, Felipe Calixto tem mais um casal de filhos. O mais novo, Noah, de apenas 8 anos, é federado e tem o sonho de se tornar jogador profissional de futebol. A filha mais velha, Melina, auxilia o pai em um projeto social de aulas de skate para crianças de baixa renda. 

 

"A ideia mesmo é a diversão, e nisso a gente percebe a evolução dela. Ela mesma se cobra muito. O surf é um estilo de vida e ela tem todo meu apoio. É muito gratificante", complementa o pai.

 

Escolinha de Surf Itararé

Inaugurada no dia 9 de novembro, a nova Escola de Surf da Cidade, localizada na Praia do Itararé, anteriormente situado na Ilha Porchat, agora, além de estar localizada em uma região estratégica, passa a oferecer aulas no melhor ponto de surf do Município.

 

A escolinha oferece aulas gratuitas de surf e bodyboarding. As inscrições para ambas as modalidades devem ser feitas presencialmente (Av Ayrton Senna - Itararé), entre segunda e sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. O interessado deve ter a partir de 7 anos.

 

Para efetuar a matrícula, é necessário que o cidadão apresente RG, comprovante de residência, declaração escolar para menor de idade e laudo médico para alunos a partir de 15 anos. 

 

Para o prefeito Kayo Amado, a unificação das atrações no Itararé, busca aproximar o esporte do público. “Isso é a cara de São Vicente. É uma baita transformação na Cidade. Pista de skate, quadra de basquete, escola de surf e playground, todos conectados no mesmo ambiente para fazer o Itararé ser utilizado cada vez mais como espaço de esporte, cultura, turismo e lazer para a família”.

 

A nova Escola de Surf de São Vicente representa mais um avanço da Administração Municipal buscando desenvolver cada vez mais o eixo-centro praia. O equipamento soma-se ao Parque da Juventude, à Nova Orla do Gonzaguinha e demais equipamentos que estão sendo revitalizados, integrando o programa ‘São Vicente de Cara Nova’, que visa, por meio da reurbanização de espaços públicos e novas entregas, fomentar o turismo, o lazer e, consequentemente, a economia da Primeira Cidade do Brasil.

 

Por Maurício Massaro

 

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite