Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 25 de fevereiro de 2024.
16/11/2023
NOTÍCIAS
Palestra esclarece sobre cuidados e serviços para animais de estimação de pessoas em situação de rua
Uma parceria entre as secretarias de Bem-Estar Animal (Sebem) e Desenvolvimento Social (Sedes) proporcionou, na manhã de terça-feira (14), uma roda de conversa com os moradores em situação de rua que possuem animais de estimação, com o intuito de orientá-los sobre os cuidados necessários com os bichinhos. O encontro foi realizado no Centro Pop.
 
A médica-veterinária Christianne Maria Gomes Taques Fonseca foi a responsável por esclarecer e tirar as dúvidas de aproximadamente 20 pessoas em situação de rua. “O intuito de estarmos aqui hoje é para orientar as pessoas em situação de rua sobre os cuidados com seus animais, sobre os serviços prestados pela Prefeitura e a questão da posse responsável, o que é muito importante, entre outros assuntos pertinentes aos cuidados com os bichinhos", ressaltou.
 
Foram abordados na roda de conversa, também, assuntos relacionados à alimentação, à importância da não exposição ao sol e à essencialidade da água fresca. Também foi indicado que a cada seis meses os animais sejam levados à Ubasa para passar por avaliação veterinária, vermifugação, entre outras orientações.
 
De acordo com a coordenadora do Centro Pop, Eliana Oliveira Pedreira, são realizadas diversas intervenções coletivas, que são os grupos técnicos de trabalho. "A equipe técnica conduz e, dentro das condições, nós perguntamos a eles o que poderia ser feito e quais seriam as informações e assuntos de maior interesse. Então, como temos muitos pets que frequentam o centro pop, há uma necessidade constante de estarmos solicitando auxílio da Sebem, em casos de  doença, de cuidado, de vacina, de orientação", explica.
 
A coordenadora ressaltou que têm sido muito recorrentes as demandas que envolvem os animais e que, por isso, havia necessidade dessa parceria com a Sebem. 
 
Ele me escolheu - Vinícius, de 30 anos, que vive em situação de rua há quase, possui dois animais, o Bolt e o Mandraqui. Ele conta que sempre gostou de bichinhos. Sua mãe, inclusive, também tem cães.
 
Para ele, o Mandraqui foi uma ‘benção de Deus’. O morador sempre sonhou em ser pai, mas, infelizmente, não conseguiu, pois sua ex-esposa perdeu três filhos durante as gravidezes. A depressão o afetou, mas a chegada do ‘primeiro filho’ viria para trazer uma nova perspectiva de vida. "Fui para a Praia Grande e acabei dormindo na areia da praia. Quem me acordou foi um cachorro preto, o Mandraqui. Ele veio me seguindo de lá até São Vicente. Ele me escolheu".
 
Já o Bolt, segundo ele, era vítima de maus-tratos. Vinícius conta que a antiga dona andava com uma coleira e um pedaço de pau, maltratando o animal. "Ele começou a andar comigo e mordia todo mundo. Então eu comecei a instruí-lo e tirei a coleira. As pessoas falavam que eu era doido por conversar com os animais, mas eles nos entendem mais que o ser humano. Hoje em dia o Bolt é um amor de cachorro”, afirma, sorridente.
 
Serviços - Diariamente, tanto na Ubasa Centro quanto na da Área Continental, a Sebem realiza uma série de atendimentos veterinários. As senhas são distribuídas a partir das 08h. 
 
Todos podem levar seus animais para assistência gratuita. Além das consultas, é oferecido também o serviço de castração de cães e gatos, o que é muito importante para a saúde dos animais e controle populacional.
 
Segundo a médica-veterinária Christianne, que orientou os moradores em situação de rua durante a roda de conversa, a posse responsável é importante, pois os bichinhos dependem exclusivamente do tutor. "Vamos relacionar cada animal com seu cuidador, pois ele precisa de um tutor responsável por seus cuidados. A intenção não é punir ninguém, mas é o melhor para os bichinhos e, consequentemente, para os moradores em situação de rua".
 
Para o também morador em situação de rua Abraão, o encontro foi rico em informação. Ele conta que, há dois meses, 'foi escolhido’ por um cachorro chamado Marley, que tem 2 anos de idade aproximadamente. "Agora ele se chama Branco e foi ele quem me adotou. Eu o assumi há dois meses, mas ele já me segue há cinco".
 
Branco foi castrado na Ubasa Centro, e seu novo tutor conta que ele estava sozinho no México 70, abandonado e sem alimentação."Eu demorei muito para me apegar, mas agora ele é minha responsabilidade. Nos meus momentos ruins ele quem cuida de mim. Nos bons, eu é que cuido dele. É um pelo outro", relatou, emocionado.
 
A Ubasa Centro fica localizada na Rua Catalão, 530 - Vila Voturuá e a da área Continental é na Avenida Ulisses Guimarães, 231, no Jardim Rio Branco.

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite