Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 25 de fevereiro de 2024.
13/01/2024
NOTÍCIAS
Encenação transcende legado para gerações futuras e coleciona momentos entre pais e filhos
Faltam apenas seis dias para a 41ª Encenação da Fundação da Vila de São Vicente. De volta à nova e revitalizada Orla do Gonzaguinha, o maior espetáculo em areia de praia do Mundo coleciona emoções e memórias em nomes que fazem parte dessa história há décadas. O evento será de 19 (sexta) a 22 de janeiro (segunda-feira), com apresentações a partir das 20h.
 
Moradora do México 70, Maria Aparecida da Silva Santos tem, em sua trajetória de vida, a Encenação caminhando lado a lado. Sua primeira experiência com o espetáculo foi há 26 anos, em 1998. Ela encantou-se com a proposta e, desde então, decidiu traçar como meta participar de todas as edições e ajudar a transcender o legado da peça para as futuras gerações. "Eu me emociono toda vez que lembro da Encenação. Só de pensar que está chegando, dá uma ansiedade boa. Decidi, então, traçar como objetivo ajudar a contar essa história. É a história de São Vicente, Martim Afonso, do Brasil e de Portugal".
 
A Encenação também proporciona a Maria Aparecida momentos icônicos ao lado das filhas. "Tenho duas meninas, uma de 35 e outra de 45 anos. Elas cresceram escutando falar sobre Encenação. Uma delas, inclusive, participa comigo. É a oportunidade de fazer parte da história e poder contá-la às gerações futuras".
 
Devido à pandemia, a Encenação precisou passar por algumas adaptações nos últimos anos. Na medida do possível, a Primeira Cidade do Brasil fez esforços para contar a história em diferentes formatos, com um documentário sobre a fundação da Vila de São Vicente e uma projeção mapeada no Paço Municipal. Em 2023, o espetáculo voltou a ser realizado de modo diferente, nos bairros da Cidade. A medida buscava resgatar a essência dos vicentinos, de porta em porta. Dona Maria Aparecida, obviamente, estava lá. "Foi emocionante. Levamos a história à porta de cada um. Precisávamos disso. Agora, o maior espetáculo em areia do Mundo volta ao seu lar: a Praia do Gonzaguinha”.
 
A vicentina não esconde a emoção por protagonizar mais um capítulo histórico da primeira Cidade a completar 500 anos. Segundo ela, a Encenação é um mecanismo não só de resgate à história e pertencimento, mas, também, de esperança. "É uma terapia para mim. Meu ano não é completo se eu não participo. Meu coração transborda de alegria ao ver os preparativos a todo vapor. Está chegando. É um momento novo para São Vicente, um momento de luz", enfatiza.
 
Futuro - Comparecendo nos ensaios para a peça, é possível notar o legado da Encenação sendo colocado em prática. Por todos os lados há crianças animadas e ansiosas. Um exemplo é Maria Carolina, de 10 anos. "Não vejo a hora. Estamos ensaiando cada vez mais para que fique tudo perfeito", comentou empolgada. 
 
As expectativas são cada vez maiores, afinal, a contagem regressiva para o espetáculo já começou. Dona Maria Aparecida, emocionada, definiu em uma palavra a representatividade da Encenação para sua vida: "Para mim, nada define melhor do que amor".
 
Recordando os empecilhos encontrados para a realização da Encenação, o prefeito Kayo Amado também revelou ansiedade para o evento, e ressaltou a importância da valorização cultural, buscando gerar uma memória afetiva. “A Encenação é o maior patrimônio cultural que a nossa cidade tem. Não vejo a hora de presenciar a Nova Orla do Gonzaguinha lotada para contar a história de São Vicente. Foram anos difíceis. Pandemia, dificuldades financeiras, demandas importantes. Mas, felizmente, conseguimos uma grande parceria que possibilitou a realização do evento. A história será escrita. Fico feliz de ver tanta gente engajada para que a Encenação 2024 aconteça. E ela vai acontecer”.
 
Encenação da Fundação da Vila de São Vicente - O maior espetáculo em areia de praia do Mundo reproduz, no aniversário da Cidade, a chegada de Martim Afonso à Vila de São Vicente em 1532, a primeira vila do Brasil. Ao longo de suas edições, a peça teatral já ilustrou a Fundação de São Vicente de inúmeras e distintas maneiras, tendo sido protagonizada por grandes nomes do cenário artístico brasileiro, como Ney Latorraca, Francisco Cuoco, Suzana Alves, Felipe Simas e Carol Castro, Matheus Nachtergaele, Murilo Rosa, Alexandre Borges, a dupla Maria Cecília e Rodolfo, Duda Nagle, Marcos Frota e Carol Nakamura.
 
Neste ano, a Encenação será estruturada em três eixos: 
1. Reconstrução: consiste na retomada do evento com a recuperação dos espaços públicos e resgate do orgulho vicentino. Vale lembrar que a cerimônia será na Nova Orla do Gonzaguinha, que está sendo revitalizada;
2. Fé: a fé será um dos pilares da Encenação 2024, visto que o evento representa a volta do maior patrimônio cultural de São Vicente praia pós-pandemia, que marcou um momento delicado da humanidade;
3. Inclusão: marca da atual gestão, também será um dos pilares da Encenação 2024, através da democratização do acesso ao espetáculo.
 
Ingressos - Para ter direito à entrada, basta levar 1 kg de alimento não perecível (exceção feita a sal e açúcar) à sede do Fundo Social de Solidariedade (FSS), seja na Área Insular (Rua Benedito Calixto, 205 - Boa Vista) ou na Área Continental (Av. Ulisses Guimarães, 181 - Rio Branco). As trocas também podem ser feitas no Paço Municipal (Rua Frei Gaspar, 384 - Centro). Os pontos de troca funcionam em horário comercial, das 9h às 17h.
 
Outra opção é a troca online, que pode ser feita no site (http://www.saovicente.sp.gov.br/encenacao2024). Na ocasião, é necessário que o cidadão leve sua contribuição no dia do espetáculo para entrar no evento. Vale ressaltar que é limitado a compra de 05 bilhetes por pessoa (CPF).
 
A 41ª Encenação da Fundação da Vila de São Vicente é incentivada via Lei Rouanet, do Ministério da Cultura. A realização é da Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), e do Instituto Adesaf. O evento conta com patrocínio da Brasil Terminal Portuário (BTP), Sabesp e Ecovias.

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite