Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 30 de maio de 2024.
26/03/2024
NOTÍCIAS
Unidade de Vigilância em Zoonoses faz ação de Páscoa na Escola Municipal Luiz Pinho de Carvalho Filho
Com o tema: ‘Os ovos que ninguém quer’, a Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) realizou uma ação na Escola Municipal Luiz Pinho de Carvalho Filho – Humaitá, para 50 alunos dos terceiros anos A e B, que contou com um teatro lúdico fazendo uma relação entre os ovos da Páscoa com os ovos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.
 
O teatro contou a história de uma coelha que distribuía ovos do mosquito Aedes aegypti nas casas com água parada. Para resolver o problema, uma super agente era chamada para ajudar a dar orientações de como eliminar o criadouro dentro das residências e passar alguns métodos importantes de prevenção como: Não deixar a água da chuva acumulada sobre a laje; caso acumule água em um prato de planta,  lavá-lo com escova, água e sabão, pelo menos uma vez por semana. 
 
Pneus que não estão em uso: secar e colocar em local coberto, colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira bem fechada; remover as folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas. 
 
Encher os vasos de plantas até a borda com areia, manter bem tampados tonéis e barris d’água e a caixa d’água sempre fechada com tampa adequada.
 
Lavar semanalmente com escova e sabão os tanques utilizados para armazenar água; se o ralo não for de abrir e fechar, colocar uma tela. A limpeza do local deve ser feita com cloro e sal grosso no final.
 
Quem conduziu a atividade foi a Supervisora da Equipe IEC (Informação, Educação e Comunicação) Roberta Fernanda de Oliveira Cabral, que falou da importância de levar essas informações para os pequenos: “A apresentação do teatro é uma forma lúdica para melhor compreensão do assunto, para essa faixa etária, para que possam se tornar multiplicadores”.
 
Após o teatro, os alunos fizeram uma gincana de caça ao criadouro, no qual procuravam pela escola possíveis locais onde o mosquito poderia depositar as larvas. No final, os alunos ganharam ovinhos de Páscoa para comemorar a data. 
 
"É sempre muito importante levar essas informações para os alunos das escolas do Município. Mudando culturalmente desde a infância, a criança se torna um adulto mais atento e disciplinado com essas questões. E, consequentemente, influenciam os pais e parentes a seguirem esse mesmo caminho", disse Michelle Santos, Secretária da Saúde.

Atalhos da página

Rede Corporativa e-Solution Backsite